Advocacia Trabalhista Anastácio MS

Advocacia Trabalhista em Anastácio. Encontre telefones, endereços e informações sobre Advocacia Trabalhista em Anastácio e região. Aproveite e leia o artigo abaixo sobre Advocacia Trabalhista para obter dicas e informações sobre o assunto.

Darci Albres Miranda
(67) 3241-2622
Rua Coronel Estêvão Alves Corrêa 380
Aquidauana, Mato Grosso do Sul
 
Mário Nelson Lima Paiva e Maristela Oliveira
(67) 3241-2571
Rua 15 de Agosto 1639
Aquidauana, Mato Grosso do Sul
 
Arraes e Lanzarini Advocacia e Consultoria
(67) 3391-0022
Rua Ganso 26
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Advocacia Monreal
(67) 3385-6987
Rua Albert Sabin 1713
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Dominga Alhenir Siqueira Rocha
(67) 3325-9344
Rua Brasil 318
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Alarico David Medeiros Júnior
(67) 3241-4054
Rua Marechal Mallet 742
Aquidauana, Mato Grosso do Sul
 
Advocacia Dr Roberto Moaccar Orro
(67) 3241-2346
Rua Marechal Mallet 1251
Aquidauana, Mato Grosso do Sul
 
Advocacia Dr Roberto Moaccar Orro
(67) 3241-2346
Rua Marechal Mallet 1251
Aquidauana, Mato Grosso do Sul
 
Delni Mello da Conceição
(67) 3421-4656
Rua Pedro Rigotti 48
Dourados, Mato Grosso do Sul
 
Barbosa Advogados Associados
(67) 3324-3277
Avenida Afonso Pena 5323 s 906
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 

Como trabalhar com advocacia trabalhista

Aqueles que decidirem advogar na área trabalhista, precisam antes de tudo se posicionar no fronte de batalha. Se pela empresa, defendeno o capital; se pelo empregado, defendendo o trabalho.O causídico não pode olvidar da real vocação se busca militar no direito. Observe, eu disse palavras difíceis para simplesmente dizer que um advogado precisa gostar do que faz.A frase acima até soa bonita, mas não penda para esse lado, vai soar pedante. Nesta área especifica, simplifique o discurso ao máximo. Afinal, aqui tem muita gente do povo que questiona seu direito. E você pode ser dispensado sem a menor cerimônia, pois na Justiça do Trabalho as partes não precisam ser necessariamente representadas por um advogado (Instituto do Jus Postulandi). Via FlickrEntão, o que um aspirante a advogado trabalhista, deve pazer para ser indispensável e altamente requisitado?Lembre-se sempre! Um advogado é um eterno estudante. As leis mudam todos os dias e sua reputação depende de cada “vírgula” e “senão” escritos nelas. Então, tenha sempre em mãos uma Consolidação da Legislação Trabalhista (CLT), atualizada e na ponta da língua. Seu cliente pode não conhecer bem os seus deveres, mas saberá dar aula dos seus direitos e você tem obrigação de saber mais do que ele! E mais:Estagiar num escritório especializado deve ser sua primeira estratégia para ingressar na carreira. A experiência, por menor que seja, sempre ensinará mais que os cinco anos de faculdade.Vá aos Fóruns trabalhistas assistir audiências. Ajudará você a assimilar a dinâmica do trabalho arrancando o conhecimento direto da fonte.Relacione-se bem com os contadores. Quase sempre são eles que cuidam dos departamentos pessoais, e são exímios elaboradores dos cálculos trabalhistas (ou, realmente aprenda cada ítem dos cálculos dados na faculdade).Esqueça o “jurisdiquês”, mesmo se for advogar para o empregador. A maioria dos empresários nunca terá a capacidade de entendimento de um Abílio Diniz ou Eike Batista. Então, simplifique ao máximo tudo o que for tratar sobre a causa com seu cliente, pois ele não estudou direito, e o contratou para resolver a vida dele e não complicá-la. Via FlickrSe advogar para sindicato, aprenda a arte da política. Sindicalistas também são gente do povo, mas aprenderam a lidar com as situações de uma forma muito peculiar. E quase sempre estão naqueles postos por visibiliade política. Portanto, aja segundo deles e terá grandes causas nas mãos.Se advoga pelo empregado, instrua bem suas testemunhas, quase sempre é o só o que terá para apresentar em audiência.Se advoga pelo empregador, até pode indicar testemunhas, mas esta prova é secundária, sem uma vasta pilha de documentos muito bons, esqueça a briga, e parta para o acordo. É o que se diz: Antes um mau acordo, do que uma boa briga.Compreenda o mercado e não pense apenas nos honorários. O prazer de se fazer o que se gosta trará os resultados financeiros como consequência. Nunca ignore a concorrência.Mas busque guardar o mínimo de comportamento ético, ajudará a estabelecer sua boa reputação e uma bela carteira de clientes, principalmente se trabalhar para empresas.