Doação De Gatos Mossoró, Rio Grande do Norte

Doação De Gatos em Mossoró. Encontre telefones, endereços e informações sobre Doação De Gatos em Mossoró e região. Aproveite e leia o artigo abaixo sobre Doação De Gatos para obter dicas e informações sobre o assunto.

Clínica Veterinária Quatro Patas de Mossoró
(84) 3316-1243
Rua Felipe Camarão 848
Mossoró, Rio Grande do Norte
 
Univet Dog Shop
(84) 3314-0175
Rua Tiradentes 578
Mossoró, Rio Grande do Norte
 
Curral Veterinária
(84) 3316-4004
Rua Doutor João Marcelino 82
Mossoró, Rio Grande do Norte
 
Dog's House
(84) 3234-4580
Rua Itaú 18
Natal, Rio Grande do Norte
 
Pet Cetera Consultório Veterinário
(84) 3217-8082
Avenida Ayrton Senna 121
Natal, Rio Grande do Norte
 
Patas & Garras
(84) 3317-4099
Rua Frei Miguelinho 398
Mossoró, Rio Grande do Norte
 
Nobreza Canina
(84) 3321-1181
Avenida Presidente Dutra 1216
Mossoró, Rio Grande do Norte
 
Pró Vida
(84) 3219-4563
Avenida Praia dos Búzios 9147
Natal, Rio Grande do Norte
 
Clínica Veterinária Vida Animal
(84) 3243-2023
Rua Luís Belarmino da Costa 1520 A
Goianinha, Rio Grande do Norte
 
Pet Fofo
(84) 3217-6262
Tv Ayrton Senna 357 lj 20
Natal, Rio Grande do Norte
 

Como fazer doação de gatos

Se andarmos pelas ruas de nossa cidade, facilmente perceberemos um grande número de cães e gatos abandonados. Infelizmente isso acontece porque poucas pessoas têm o bom senso de adotar um animal. Uma simples dificuldade já motivo para se livrar do animal de estimação, causando-lhe sofrimento e permitindo que corram sérios riscos de acidentes e maus tratos. Via FlickrÉ esse o principal motivo leva pessoas apaixonadas por animais a ajudar esses bichinhos. É muito triste ver um cão ou um gato abandonado nas ruas, passando fome e frio. Mas essa atitude, embora muito louvável, pode causar um grande problema se, quem recolhe esses animais, não se dispuser a cuidar bem deles.Os gatos, excepcionalmente, exigem um cuidado especial, pois são mais ariscos, fogem com maior facilidade e nem todos se adaptam facilmente ao novo dono. Isso sem contar que alguns já são adaptados nas ruas e não conseguem conviver com o ser humano – são os gatos ferais que não se adaptariam jamais a uma vida doméstica.Se você costuma recolher gatos nas ruas e não sabe como encaminhá-los, siga nossas dicas e aprenda.Como fazer doação de gatos:Providencie a castração do animal. Há muitas ONGs e campanhas da prefeitura que castram a preços muito baixos. Atenção: a castração é absolutamente necessária para evitar a fuga dos machos e a gravidez indesejável das fêmeas. Um doador consciente só entrega animais castrados; Via FlickrProvidencie os medicamentos necessários,caso o gato esteja debilitado. Há muitos veterinários que ajudam protetores de animais, procure por um deles;Observe atentamente o temperamento do bichano, a fim de informar com exatidão a sua personalidade ao futuro adotante;Tire muitas fotos do gatinho;Divulgue a história do animal através de sites próprios de adoção e nas redes sociais ;Faça panfletos e cole em clínicas veterinárias e pet shop da região, com todas as informações citadas acima;Depois de escolher o adotante faça uma visita a ele para verificar a veracidade das informações.Seja muito criterioso quando as pessoas interessadas entrarem em contato e faça o máximo de perguntas possíveis:Viaja muito? É necessário saber se haverá alguém que cuide do animal na ausência do dono;Mora há muito tempo no local ou muda de casa freqüentemente? Mudanças são alguns dos principais motivos de abandono dos animais;Todos na casa amam animais e estão de acordo com a adoção? Não adianta apenas um querer o gatinho e os outros não suportarem vê-lo por perto; Via FlickrO novo dono terá condições financeiras para sustentar o animal que exigirá cuidados veterinários e alimentação de qualidade? É um ponto muito importante pois o animal viverá pelo menos 10 a 15 anos;Considerações finais:Doação de ninhada de filhotes: você deve esperar o desmame e escolher pessoas absolutamente conscientes e responsáveis, pois muitos querem filhotes por pura empolgação. Dê preferência a conhecidos, a fim de poder acompanhar a adaptação do animal à família.Doação do próprio animal: certifique-se que as razões para doá-lo sejam inevitáveis, pois cães e gatos, quando convivem com uma família, se tornam muito apegados e sofrem absurdamente a falta dos donos. Coloque-se por um instante no lugar dele e tente imaginar como você se sentiria se fosse abandonado pelas pessoas que você ama. Se mesmo assim não houver jeito, tente a princípio encontrar alguém entre os familiares e amigos, e só em último caso optar por pessoas estranhas. Via FlickrNão tenha pressa em concretizar a adoção e nem doe para o primeiro interessado apenas para se livrar logo do animal. É melhor esperar um pouco mais e não correr o risco de uma fuga ou dos novos donos serem negligentes. Nossa responsabilidade diante dos animais é muito grande, lembre-se que você tem uma vida nas mãos e que, assim como nós, os animais, sentem dor, frio e medo. Seja responsável, pois o intuito de se doar um animal é para que ele seja bem cuidado e feliz.Boa sorte para você e para o gatinho!