Remédios Para Gatos Pedro II PI

Remédios Para Gatos em Pedro II. Encontre telefones, endereços e informações sobre Remédios Para Gatos em Pedro II e região. Aproveite e leia o artigo abaixo sobre Remédios Para Gatos para obter dicas e informações sobre o assunto.

Drogaria Americana
(86) 3271-1222
Rua Jacob Uchoa 172
Pedro II, Piauí
 
Drogaria Pidunga
(86) 3271-1471
Avenida Coronel Cordeiro 104
Pedro II, Piauí
 
Distribuidora Big Bem
(86) 3222-2957
Rua Barroso 193
Teresina, Piauí
 
Casa Feitosa e Drogaria Feitosa
(89) 3563-1178
Rua Alcino Guerra 110
Cristino Castro, Piauí
 
Farmácias e Drogarias Delivery
(89) 3422-1811
Avenida Getúlio Vargas 597 lj 599
Picos, Piauí
 
Drogaria Genérica
(86) 3271-1538
Avenida Coronel Cordeiro s 07
Pedro II, Piauí
 
Agropec
(86) 3271-1584
Rua Jacob Uchoa
Pedro II, Piauí
 
Farmácia Carvalho
(89) 3522-1697
Praça Doutor Sebastião Martins 366
Floriano, Piauí
 
Drogaria Cardoso
(86) 3262-2137
Avenida Francisco Raulino
Altos, Piauí
 
Drogaria Edenezer
(86) 3214-3858
Avenida Duque de Caxias 2626
Teresina, Piauí
 

Como comprar remédios para gatos

Foi-se o tempo em que os animais de estimação eram tratados com menos consideração que outros membros das famílias que os adotaram. Nos dias de hoje, o tratamento dispensado aos animais domésticos como gatos e cães em muito se assemelha àquele recebido por qualquer outro membro da família.Sendo assim, os donos estão sempre preocupados com a saúde e bem-estar de seus mascotes. Contudo algumas duvidas podem surgir. Como saber se meu gato está doente? O que fazer caso ele adoeça? Posso medicá-lo por conta própria? Onde devo comprar remédios para meu animal? Para esclarecer estes e outros pontos, preparamos este pequeno guia. Vamos lá?1- Observe o comportamento de seu gato. Mesmo os gatos sendo conhecidos por seu temperamento forte e por sua independência, o dono deve estar atento a qualquer alteração em seu comportamento habitual. Apatia, agressividade, excesso ou falta de sono podem ser sinais de que algo não está certo com o seu pequeno amigo.2- Observe se houve alteração nos hábitos alimentares de seu gato. O dono deve estar atento à qualquer significativa alteração na quantidade de comida ingerida por seu animal. Comer em excesso ou em menor quantidade pode ser indício de que a saúde de seu gato está comprometida.3- Fique atento à qualquer alteração na urina e nas fezes de seu gato, pois alterações significativas em relação à quantidade, textura e cor devem ser encaradas com cautela já que podem ser sinais de alguma doença ou disfunção.4- Vacine seu gato e estando sempre atento ao calendário de vacinação. Atualmente o governo promove grandes campanhas anuais para gatos e cães contra a raiva, contudo, o dono deve observar quando tais doses devem ser administradas e também se recordar de que existem outras vacinas para a prevenção de outras doenças. O veterinário informará quais vacinas o animal deve receber e a periodicidade das mesmas.5- Procure um bom veterinário. O veterinário é o médico responsável pelo cuidado dos animais de pequeno, médio e grande porte, e todo animal de estimação deve ser levado para consultas de rotina e check-ups anuais. Para se encontrar um profissional de confiança peça indicação de amigos, conhecidos e familiares, ou ainda converse com o dono do pet shop de sua confiança e solicite indicações.6- Siga a orientação do veterinário. O organismo dos gatos é bem diferente do humano. Portanto, a administração de qualquer medicação deve passar pelo crivo e orientação do profissional. Respeite a posologia e siga devidamente as orientações quanto aos horários de cada dose e só interrompa o tratamento quando solicitado, mesmo seu animal apresentando melhora.7- Peça ao veterinário uma receita médica e solicite sugestões de estabelecimentos de confiança para a aquisição da medicação. Os medicamentos para uso veterinário costumam ser encontrados em farmácias que especificamente comercializam produtos para uso veterinário, e também em grandes clínicas ou pet shops. Pergunte ao médico como encontrá-los. 9- Cuidado com alguns medicamentos e evite administrá-los por conta própria. Alguns analgésicos e anti-inflamatórios que são comumente utilizados em humanos, sendo as vezes receitados à outros animais como cães e equinos, podem causar efeitos colaterais gravíssimos em gatos. Tome bastante cuidado para não prejudicar seu animal na tentativa de ajudá-lo.Seu gato merece todo o cuidado e o carinho que você dá a ele. Seguindo estes passos e buscando a orientação necessária, este pequeno membro terá o tratamento que merece! Boa sorte!